quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

RESENHA: MEMÓRIAS DE UM SARGENTO DE MILÍCIAS - MANUEL ANTÔNIO DE ALMEIDA.




Boa tarde pessoal! Hoje tem resenha do primeiro livro enviado pela editora parceira. Espero que gostem!




LIVRO: Memórias DE Um Sargento De Milícias. .

AUTOR (A): Manuel Antônio de Almeida.

PÁGINAS: 268.

EDITORA: Vozes.

SINOPSE: “Memórias de um Sargento de Milícias é uma obra realmente notável. Trata-se de um enredo ainda romântico, mas com certo caráter picaresco de tendência realista, herança espanhola que traz à tona uma visão divertida de determinada época, numa clara crítica à sociedade e aos costumes então em voga. Diferente dos outros romances românticos, bem como da própria estilística do Romantismo, o protagonista na obra de Manuel Antônio de Almeida pode ser considerado como um anti-herói, já que Leonardo (ou Leonardinho) é um personagem sujeito às próprias necessidades, sem nobreza ou qualidades, é pobre, oportunista, malicioso, sem idealização (um grande traço romântico), vivendo de oportunidades e da sorte.”




O livro “Memórias De Um Sargento De Milícias” conta a história de vida de Leonardo, desde o momento em que seus pais se conheceram. Filho de Maria, uma saloia, e de Leonardo Pataca, um meirinho o garoto tem uma infância turbulenta após ser abandonado tanto por mãe quanto por pai.

 

Ele vive aos cuidados de seu padrinho que o queria tornar padre, mas desiste, pois o jovem faz das ‘diabruras’ a sua vida. Leonardo apronta, se apaixona, é preso, foge, se apaixona novamente, sofre... Vai crescendo enquanto sua vida toma rumos cada vez mais diferentes o levando, por uma antiga paixão, se tornar sargento. Mas será que o antigo Leonardo de ‘maus bofes’ conseguirá manter o cargo?

 

Um livro da clássica época romântica, bem diferente dos que tenho lido atualmente, porém cativou-me igualmente. Por ser um livro da época de 1854 possui uma escrita mais rebuscada e antiga. Muitas palavras eu não conhecia, e foi legal descobrir conforme lia a vida de Leornardinho.

 

Quando falamos em literatura clássica brasileira, muitas pessoas saem andando, soltam aquelas “isso não é legal” ou simplesmente ignoram nas prateleiras. Eu por exemplo, nunca cheguei a comprar um por conta própria, mas sempre ganhei e já li muitos, e a cada livro lido a minha paixão por esses títulos aumenta. O autor, nesse caso, conta a história aos seus ‘caros leitores’ como se fossemos parentes ou amigos que não nos víamos há muito tempo e por isso somos embalados em uma conversa serena e muito interessante a cada pagina virada.

 

Todos os personagens têm a sua vez dentro da trama e todos possuem personalidades claramente definidas e esclarecidas quando são apresentados a nós. Coisas desse tipo fazem com que nos sintamos dentro do livro, não é? Eu amo isso!

 

A obra é de publicação da Editora Vozes (selo: Vozes de Bolso) e a diagramação composta por eles está linda. Super prático, por ser uma coleção de bolso, uma capa chamativa, possui índice, capítulos numerados e nomeados e notas de transcrição no final do livro.

 

Claramente personificado com a malandragem brasileira, o Leonardo filho (ou Leonardinho) meu conquistou. Recomendo muito!

 

Deixo abaixo, a minha seleção de trechos:

 

“Leonardo havia chegado à época em que os rapazes começam a notar que o seu coração palpita mais forte e mais apressado, em certas ocasiões, quando se encontra com certa pessoa, com quem, sem saber por que, se sonha umas poucas noites seguidas, e cujo nome se acode continuamente a fazer cócegas nos lábios.”

 

“[...] Porém as simpatias que se criavam em uma hora de conversa transformavam-se em ódio num minuto de desavença.”

 

“O amor os inspirava bem.”


segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

RESENHA: O CASTELO MÁGICO DA PRINCESA MELINDA - NÁDIA NÓBREGA.





Olá meus cupcakes! Hoje eu vim trazer resenha de um conto mais que mágico da minha parceira Nádia! espero que gostem!!




 

LIVRO: O Castelo Mágico Da Princesa Melinda.

AUTOR (A): Nádia Nóbrega.

PÁGINAS: 59.

EDITORA: Chiado.

SINOPSE: “O reino mágico da princesa Melinda vive dias muito agitados. A princesa está a chegar ao final de seu reinado e, por isso, precisa de encontrar, urgentemente, uma nova sucessora. Porém, a futura princesa, que tem, tal como Melinda, um dom único, anda desaparecida, o tempo está a esgotar-se e a sobrevivência dos seres misteriosos que vivem no castelo, longe dos olhares do mundo, está em risco. Conseguirá Melinda salvá-los?”

 

O conto “O Castelo Mágico da Princesa Melinda” começa contando a história de Lucas e depois seus dias atuais. Lucas se tornou um detetive e foi passar alguns dias de férias na casa de um amigo, onde é convidado para um baile no castelo da misteriosa princesa Melinda.


Ao chegar ao baile, ele se apaixona pela princesa e logo corre para tomá-la em dança. Enquanto dançam, os dois conversam e Melinda acaba por contratar seus serviços de detetive para cuidar de um caso peculiar. A princesa, que é apaixonada por animais e tem em seus cuidados alguns, esconde um mistério... Mas qual será ele? Lucas será capaz de ajudá-la?


Quando fiz parceria com Nádia, a autora, fiquei super empolgada para ler o livro (apesar de ser um infanto-juvenil). A obra tem uma escrita mais rebuscada (daquelas de antigamente) e mescla fatos de épocas antigas com coisas dos dias atuais.


Eu achei a leitura um poço de fofura e com certeza irei ler para as crianças que frequentam a minha casa. Tenho certeza que irão adorar, assim como eu! A leitura leve, fluida e engraçada vai encantar muita gente.


A diagramação do livro é lindaaa! Contem nove capítulos numerados com algarismos romanos e uma capa maravilhosa que chama clara atenção do público alvo.


Eu estou apaixonada e super indico para você que tem pequenos na família, ou quer ser uma “criança” novamente! 💕💕


Deixo abaixo, para vocês, a minha seleção de trechos:


“[...] Por isso, ainda hoje, continuamos a usar palavras como ‘obrigada’, ‘desculpe’ e até ‘ por favor’, porque estas palavras, tão importantes e necessárias, foram feitas para serem deitas em qualquer idade e em qualquer lugar.”


sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

RESENHA: A IMPROVÁVEL ANNELISE - TATYANA AZEV.




Oooi pessoal! Hoje, nessa manhã fria, eu trago para vocês a resenha de um livro maravilhoso! Espero que gostem!  👽💕




LIVRO: A Improvável Annelise.

AUTOR (A): Tatyana Azev.

PÁGINAS: 279.

EDITORA: Produção Independente.

SINOPSE: “Era uma vez pessoas de um planeta distante, poderes especiais, um sequestro, um Guardião e uma pedra. Essa realidade fantástica invade a vida da pacata Annelise no dia em que seus pais desaparecem. Longe de casa e cercada de estranhos desconhecidos, ela se descobre descendente do povo de Antera e deve aprender a confiar em seus instintos para salvar a família. Uma aventura cheia de sentimentos e surpresas.”

 

 

Com “A Improvável Annelise” conhecemos a história por trás da vida das gêmeas Toder. A vida de Annelise – uma das gêmeas – muda drasticamente quando recebe o telefonema de sua irmã Elissa, com quem nunca se deu bem, dizendo que seus pais morreram.


A garota tenta a todo custo voltar para casa, porém sua irmã diz que ela deve esperar no aeroporto por um antigo amigo da família, Hans. Com ele e Oliver (seu Guardião, filho de Hans) Annelise se descobre uma anterana, ainda sem poderes, e que provavelmente seus pais ainda estão vivos. 


Annelise resolve estudar a história de seu povo (vindos de um antigo planeta extinto) e acaba por descobrir que nunca houve uma rainha anterana na Terra. Contudo, descobre também que seus poderes juntamente com os de Elissa, poderão salvar seus pais. Mas, será que as poderosas gêmeas conseguirão? Será que após anos sem fim, uma rainha surgirá?


A obra tem uma história envolvente e um tanto diferente do que eu estou acostumada. Acho que nos meus sete anos de leitora, nunca antes tinha lido um livro sobre povos de outro planeta e foi uma experiência maravilhosa que o primeiro tenha sido nacional.


Tatyana (a autora) nos traz, velado em um romance engraçado e juvenil, o companheirismo entre família, as confusões sentimentais de adolescentes descobrindo o amor, seja ele destinado a um parceiro ou uma parceira, as responsabilidades de estar à frente de um povo e o poder maligno que a ganância exagerada tem sobre o ser humano (ou anterano *-*) de uma forma bem natural.


Todos os personagens são maravilhosamente bem construídos e desenvolvidos, tanto em sua trama pessoal quanto na historia como um todo, e isso é muito importante para que a leitura seja prazerosa.


Eu amei a relação que foi construída entre os personagens (não falarei muito a fundo para não dar spoilers) e queria uma companhia para o Jake também, afinal um romântico como ele não deveria ficar só.


Eu preciso falar da diagramação? Porque, olha me deixou sem palavras! O interior, com divisão em capítulos numerados e nomeados, é tão lindo quanto à capa. Tudo isso regado de uma escrita leve, torna a leitura incrível!

Acho a Anne incrível e se pudesse, encolheria ela e colocaria junto do livro na minha estante, bem bonitinha! Claro, com o Olly junto... Ia ser demais!

Ah, se você Tatyana, quiser escrever uma continuação falando mais da vida de certa anterana poderosa e muito esperada, eu vou amaaaaaaaaaaar ler!

Super recomendo!

Deixo abaixo, para vocês, a minha seleção de trechos:

“Anne não respondeu, apenas o encarou com toda a secura que a preenchia.”

“Como era possível alguém se sentir triste e feliz, esperançosa e depressiva, confiante e desconfiada, raivosa e tranquila, tudo ao mesmo tempo?”

“Quando seus lábios se tocaram, o coração acelerou. Quando a língua de Oliver encontrou a sua, foi com se todos os sentimentos explodissem dentro dela, misturando-se e se confundindo.”

“- Certas pessoas são como navios que só passam uma vez pelas nossas vidas. Cabe a nós decidir se arriscamos embarcar mesmo sem saber o destino final ou se ficamos na segurança do porto já conhecido.”


“Não havia outro sentimento para descrever aquele momento a não ser paz. A paz que toma conta de um lar toda a vez que uma família se reencontra.”

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

PEQUENAS IMPRESSÕES: A HOSPEDEIRA!





Chegou o dia do novo post Pequenas Impressões! Dessa vez estava entre esses quatro lindinhos ai em cima. O mais votado foi...









* Escolha: A Hospedeira.

 

 

·               Como conheceu o livro?

A Hospedeira é um dos meus livros mais antigos. Conheci de uma forma bem engraçada. Eu tinha voltado de um parque de diversões com alguns trocadinhos e no dia seguinte saí com minha mãe. Nós fomos às lojas Americanas e essa capa me chamou atenção, então resolvi juntar o que tinha sobrado e enfrentar uma fila enorme pra chamá-lo de meu.

 

·               O que achou do filme?

Eu demorei muito tempo para assistir o filme. Cheguei a ir ao cinema no dia da estrei, porém optei por assistir uma animação. Tempos depois, fui a uma locadora e acabei por escolhê-lo. Foi uma noite do filminho bem legal, o filme me trouxe muitas emoções. Eu amei.

 

·               O filme fez jus ao livro?

Obviamente não é de todo igual, mas para mim fez jus ao livro sim. Na verdade, o filme me deixou muito mais emocionada do que o livro. Claro, eu amo o livro, porém eu tinha acabado sair da saga Crepúsculo e ir direto para outro livro da autora com um triângulo amoroso não me foi agradável. Contudo, eu gostei bastante do fim que teve.

 

·              Você assistiria ou leria novamente?

      Claro que sim! Agora sem sair de um outro triangulo. Eu iria adorar sentir aquela emoçãozinha de novo, basta sobrar um tempinho.

 

·               Você recomenda?

Recomendo sim. Vocês iriam amar saber como é a sensação de se tornar hospedeiro de outro ser que não quer nada mais do que conhecer e fazer bem ao mudo! Mesmo que para isso tenha que estar do outro lado...

 

Conte-me aqui embaixo se concorda comigo ou se suas impressões são completamente contrarias. Vou adorar saber! 💕


segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

RESENHA: UM ANJO NA TERRA - LUANA BARROS.




Ooi cupcakes livreiros, como estão? Agora que estou de ferias teremos mais mais posts aqui lá no Instagram! E para comprovar isso, hoje trouxe resenha de um parceria muito fofa. Espero que gostem!




LIVRO: Um Anjo Na Terra.

AUTOR (A): Luana Barros.

PÁGINAS: 310.

EDITORA: Chiado Editora.

SINOPSE: “E quando um anjo é enviado à Terra para realizar um desejo de cada pessoa? Será que daria certo? O que elas pediriam? Será que ele atenderia na íntegra? Não o anjo Gabriel, questionador e sem muita paciência com o egoísmo dos homens, causará várias situações constrangedoras e engraçadas para salvar os seres humanos de si mesmos!
Um livro com histórias de pessoas como nós, que se enfurnam numa rotina enfadonha e esquecem de viver, sobrevivem a cada dia como se nunca fossem morrer, deixam seus sonhos para um amanhã que nunca chega... Mas uma hora acordamos ou um anjo nos acorda!”

 

 

“Um Anjo Na Terra” conta a história de Gabriel, um anjo que recebe como missão realizar um desejo de cada uma das pessoas da Terra, ou melhor, das pessoas que estão ao redor e se envolvem em sua missão original: fazer Ana Beatriz e Jorge ficarem juntos.


Contudo, o casal vive fazendo escolhas erradas e afundando suas vidas em uma rotina horrível que afeta não só eles, mas também sua filha Lívia e os outros que estão ao redor.


Além disso, temos o casal Carol e Bernardo, amores verdadeiros que estão sendo empacados pela teimosia de Jorge e Ana.  Será que apesar de tudo isso, o anjo mais encantador conseguirá realizar suas missões?


Na obra, histórias em paralelo - como a de Carol e Bernardo, Márcio e Sofia, Thiago e Camila, Marcelo e Maria Rita, Carol e Júlio, entre outros – acontecem, todas auxiliadas pelo anjo, deixando a trama mais envolvente.


Os trinta e um capítulos são interligados principalmente entre os casais AnaJorge e CarolBernardo, o que faz com a leitura seja bem fluida, curiosa e engraçada. Os personagens têm uma construção e desenvolvimento leves, apesar de, a todo o momento, estarem nos dando lições valiosas.


Falo isso, pois lendo o livro tive a percepção de que muitas vezes em nossa vida não damos o valor exato às coisas que temos conosco. Muitas vezes, preferimos estar felizes e bem perante a sociedade esquecendo que é como nos sentimos interiormente e como realmente está a nossa vida que importa. Esquecemos que não importa ter todo o dinheiro do mundo, não importa ser convidado para as mais baladas festas, não importa ter o nome conhecido ou até mesmo ter milhões de seguidores em redes sociais se você mesmo não se sente bem com a sua presença.


Refletindo agora sobre o livro, vejo que apesar de ser apenas uma ficção, um romance leve e engraçado, as palavras escritas podem mudar o estilo de vida rotineiro de uma pessoa fadada a viver fingindo para os outros e para si mesmo.


Falando agora da diagramação do livro, posso dizer que surpreende. Tanto capa, quanto título são lindos e descontraídos. A divisão dos capítulos é numerada e eu não acrescentaria nada.


Enfim, eu adorei ter tido a oportunidade de ler esse livro amorzinho e espero que todos vocês também possam. Recomendo muito!


Deixo abaixo, para vocês, a minha seleção de trechos:


“– Continue lendo... A minha esperança é que você entenda que amor é para sentir e não julgar.”


“A recompensa por ser amigo verdadeiro é esta: ter o melhor das pessoas expresso em amizade, em carinho, em palavras, em olhares cúmplices, em silêncios agradáveis... Da forma que melhor couber, que um grande amigo sempre sabe.”


“O amor quando é vivido de forma plena jamais sai dos corações das pessoas que ficam e das que vão...”


“Infelizmente, às vezes é preciso deixar a situação chegar ao extremo para que as pessoas aceitem a nossa intromissão.”



“– A consciência do que se perdeu por alimentar o medo ao invés do amor é um bálsamo que no início nos leva a achar que enlouqueceremos, mas ao ser bem analisada é um trampolim para não deixar que mais nada disso aconteça. Tenho certeza de que você não quer perder um dia mais longe das pessoas que ama.”

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

RESENHA: MINHAS PALAVRAS - RAQUEL MORELLI.






Bom dia meus cupcakes! Como estão? A resenha desta quinta-feira se encarrega de mostrar pra vocês o livro da minha parceira fofa, Raquel Morelli. Vem conferir!





LIVRO: Minhas Palavras.

AUTOR (A): Raquel Morelli.

PÁGINAS: 152.

EDITORA: AM2.

SINOPSE: “O livro ‘Minhas Palavras’ traz crônicas, relatos e poemas escritos por Raquel Morelli. Alguns foram publicados em blogs. Não é um livro autobiográfico, cada texto é fruto de observações de mundo e uso de um pouco de criatividade.”

 

O livro “Minhas Palavras” não tem tema definido e ao mesmo tempo aborda temas muito importantes. Ele nos traz textos e poemas de amor, de saudade, de tristeza, de ciúme, sonhos, de coisas loucas, de veneração e principalmente nos traz um pouquinho de Raquel, a autora.

No começo da obra, somos presenteados com a ‘primeira parte’ que traz somente relatos sobre a autora e coisas que ela presenciou, cartas e crônicas. Todos esses textos pareciam que estavam se escrevendo à minha frente, como se o próprio livro estivesse lendo os meus pensamentos e colocando-os no papel. Eu gostei bastante disso e me ajudou em alguns pontos do meu dia, obrigada!

Já na ‘segunda parte’ temos os poemas, que posso dizer que em sua maioria são de uma garota apaixonada. Uma garota que já passou de menina para mulher, porém guarda consigo certa jovialidade sonhadora.

No livro encontramos inúmeros em que Raquel mostra seu amor por seu ídolo Heath Ledger, que eu confesso só conhecia como ‘O’ Coringa do Batman. Contudo, após ler tanto sobre ele resolvi procurar mais e já tenho alguns filmes dele para conhecer.

Outra coisa que a autora nos dá de presente são algumas das músicas que fazem ou fizeram parte de sua vida. Pois é, estão todas anotadinhas para serem ouvidas! E claro, se a autora me permitir abrir um pouco da vida dela para vocês, trarei todas em um post.

Quanto à diagramação do livro, nem tenho o que falar. Interior tão lindo quanto a capa. E esse título? Mais condizente não existe.

As palavras da autora evocam sentimentos a muito esquecidos e mexem com os que estão à tona. Dizendo isso, acho que deixo claro que amei o livro! Recomendo!!!

Deixo abaixo, para vocês a minha seleção de trechos:

“Em uma noite fria e chuvosa, eu queria você como se  fosse um cobertor para me aquecer.”

“Isso, creio que seja a maturidade; todo mundo, um dia, passa por isso. Por mais difícil que seja, pois cada um encara de uma forma.”

“Eu sou uma pessoa frágil, sensível. Qualquer coisinha que aconteça eu já fico chateada, já fico incomodada, já dá aquele nó na garganta, no estomago e eu já fico com vontade de chorar.”

“A morte causa para quem fica essa dor, inevitável. Uma dor que não queremos sentir, mas não temos o controle.”

“Enquanto estiver cercado pelo amor, ele lhe dará confiança para fazer qualquer coisa.” – Heath Ledger. (Em memória.) 💘

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

RESENHA: PRIMEIRO A HONRA - MÔNICA CADORIN.




O que você faria para resgatar a sua honra? Rosala fez muito... Venha ler essa resenha do livro incrível da minha parceira Mônica Cadorirn!




LIVRO: Primeiro A Honra.

AUTOR (A): Mônica Cadorin.

PÁGINAS: 206.

EDITORA: Edição Do Autor.

SINOPSE: “Rosala é prometida em casamento a Toulière, mas ela ama Thierry. Os dois fogem, mas Toulière os alcança. Após essa tragédia pessoal, Rosala acha mais seguro fazer-se passar por homem: assim surge Ailan. Enfraquecida e faminta, ela vaga alguns dias, até encontrar Berta, que a acolhe e lhe dá chance de se recuperar e planejar sua vingança, objetivo de uma vida esvaziada pelo sofrimento. Rosala tem também a ajuda de Rudbert, filho de Berta, que, com o objetivo de fazer de Ailan um homem forte, pode também conseguir que Rosala volte a amar.”

 

O livro “Primero A Honra” conta a história de Rosala, uma jovem apaixonada que vê seu mundo desmoronar quando é entregada, por seu padrinho, para se casar com Toulière, um bruto cavaleiro do rei. O grande amor da moça é Thierry, filho de seu padrinho, e apesar de ser errado, os dois viviam como marido e mulher antes de se casarem e ao descobrirem que ela terá que se casar com outro decidem fugir, pois Rosala está grávida.


Os dois apaixonados começam sua fuga pela madrugada, e a pararem para descansar um pouco, avistam um furioso Toulière (juntamente com a sua guarda) seguindo-os para mata-los. Toulière acaba por matar Thierry, violentar Rosala, fazendo-a perder seu bebê, e a deixar para morrer.


Rosala, no auge de sua fúria e dor, resolve dar vida a Ailan. Ela se veste de homem para conseguir vingar seu amado e filho, mas nessa empreitada ela acaba conhecendo e vivendo por um tempo com uma família que a acolhe e acredita fielmente que é um garoto. Nessa casa, ela conhece Rudbert, que descobre que Ailan é uma mulher e fica apaixonado. Será que Rosala irá preferir voltar a ser mulher e amar novamente, ou continuará em frente com sua vingança?


O título do livro com certeza não podia ser outro. A aventura que é apresentada aos leitores é um verdadeiro princípio de honra. A leitura me surpreendeu, confesso que pensei que seria uma coisa totalmente diferente.


Mônica (a autora) nos presenteia com uma escrita leve e fluida, coisa que nos faz não desgrudar do livro e acabá-lo em pouco tempo. Particularmente, eu adoro livros que se passam em outros mudos e tempos, e me agradou bastante que esse seja um livro que seja em tempos antigos.


Os personagens foram bem construídos e a desenvoltura deles no desenrolar da história foi maravilhosa. A diagramação do livro é muito boa e conta com divisão em capítulos numerados em algarismos romanos (adoro!). Eu amei a capa, para mim casou super bem com o conteúdo.


Além de ser uma ficção baseada em um sonho da autora, a obra conta com temas como estupro, vingança e amor. Nos mostra também, que às vezes é preciso fazer certas escolhas para que a nossa alma se aquiete.


Eu adorei o livro e quero que vocês também conheçam, então vou deixar um link aqui embaixo para que possam comprar o livro com um super desconto!


Estou super ansiosa para ler mais obras da autora. Recomendo muito!


Deixarei abaixo, para vocês, a minha seleção de trechos:


“[...] Tem um pouco de mim dentro de você... Se tornando gente [...]”


“[...] É muito prático ver demônios onde há confusão e revolta. É muito fácil ver demônios onde há fraqueza e sofrimento. Bem mais fácil do que entender o que vai na alma de um homem...”


“- O espirito dele está livre. Paira sobre as águas, percorre a floresta... entra no seu corpo com o ar que você respira. Não deseje prendê-lo na gaiola de ouro do Reino dos Céus.”


“- Esperança é para os desesperados, para quem não sobrou outro sentimento.”


“- Meu amor verdadeiro... A mulher que quis ter a mesma vida que eu. Uma companheira de verdade.”


Link para compra do livro com desconto: http://livrosdemonica.blogspot.com.br/p/promocao-do-livro-primeiro-honra-por_61.html


sábado, 3 de dezembro de 2016

RESENHA: A FORÇA DE UM AMOR (RESGATADOS) - MACIANE GONTIJO.




Quem ai sabe a força que tem um amor? Pois bem, hoje trouxe resenha fresquinha de um livro perfeito. Vem conferir!




LIVRO: A Força De Um Amor (Resgatados).

AUTOR (A): Maciane Gontijo.

PÁGINAS: 366.

EDITORA: Chiado.

SINOPSE: “Uma história de amor e superação... O que pode acontecer quando o amor ultrapassa a barreira do aceitável? Marcas do passado podem definir o caráter e as escolhas de uma pessoa? Quando tudo parece negro e sem sentido, o amor é capaz de trazer luz e alegria? Uma entrega baseada na confiança e no amor mútuo pode ser capaz de resgatar duas almas perdidas?

Ela: O que fazer quando o seu conto de fadas vira um pesadelo? Quando a única saída é fugir e tentar apagar as profundas marcas do passado, que foram feitas na alma. Lembrar só traz dor, então o melhor é seguir em frente, mas o destino reservou outra solução... Será que ela está preparada para enfrentar os seus maiores medos? O que o amor pode reservar para a sua vida?

Ele: Um homem intenso e apaixonado. Seus lindos olhos verdes expressam a intensidade dos seus sentimentos e são capazes de dominar a mulher que ama. Ele vai se entregar de corpo e alma a essa paixão... Mas essa entrega pode trazer desafios. Será que está preparado para enfrentá-los? Quando tudo parece perdido, talvez o único caminho seja se entregar à escuridão, mas a determinação de um homem apaixonado vai mostrar que o amor é capaz de tudo, até mesmo de resgatá-lo.”

 

 

“Ela me resgatou e eu a resgatei e hoje somos fortes e felizes pela força do nosso amor.”

O livro “A Força De Um Amor” conta a história de Rebecca e Enrico. Ela, uma órfã que foi acolhida por uma amiga, sendo esta a única que fazia parte de sua família e a deixava feliz. Recém-formada em serviço social, ela conhece Enrico em sua formatura. Ele, um importante figurão de exportações de vinho, é solitário e depressivo. Porém, tudo muda quando vê uma bela morena em uma formatura na qual foi convidado a discursar.


Os dois se apaixonam de cara e iniciam um romance intensamente sensual. O casamento vem apenas três meses após se conhecerem, e o que era flores no início, começa a se tornar espinhos logo na lua de mel.


Enrico, italiano de sangue quente, é muito controlador e ciumento. As brigas do casal são tão intensas que Rebecca se vê obrigada a procurar ajuda e acaba descobrindo que seu amor de olhos verdes sofre de Ciúme Patológico e TOC. Infelizmente, ele se nega a fazer o tratamento e por isso fica cada vez mais descontrolado, levando sua amada a ter que fugir dele. Mas será que a força desse amor não será capaz de aplacar tudo e fazer com que tenham uma vida juntos e feliz?


Quando comecei a ler a obra, não imaginei que fosse ser tão envolvente. Quando se abre o livro, você é sugado para a vida dos personagens, como se estivesse lendo seus diários.


Com trinta e cinco capítulos, mesclados entre os personagens, mais o epílogo, Maciane (a autora) nos traz uma história incrivelmente bem escrita e muito “caliente”. Todas as cenas sejam elas de romance, conflito ou quentes, são escritas com uma intensidade arrebatadora.


O livro aborda um tema ótimo. São coisas que vemos no nosso cotidiano, e é sempre bom saber que existem soluções e pessoas que podem ajudar, mesmo que isso venha de um romance ficcional.


Confesso que fiquei esperando o momento em que Enrico tomaria uma atitude extrema que machucaria muita gente, e fico agradecida que isso não tenha acontecido. Pelo contrário, Enrico era muito carinhoso com as pessoas a sua volta, seu estranho interior só aparecia quando ele se sentia ameaçado, me fazendo lembrar um animalzinho acuado.


Estou apaixonada pelos personagens e louca pela continuação do livro, então Maciane, trate de por sua cabecinha e dedinhos para funcionar!


Super indico!


Deixo abaixo, para vocês, a minha seleção de trechos:


“[...] apesar de jovem e solteiro, não gosto de sair, não curto essa coisa de balada, geralmente quando estou de folga gosto de ficar no meu apartamento, lendo um bom livro, ouvindo musicas ou vendo filmes clássicos.”


“Dormimos abraçados em uma mistura de braços e pernas, que se entrelaçam de forma harmoniosa.”


“Perco-me completamente na imensidão esverdeada, seu olhar intenso e arrebatador é a minha perdição, diante dele eu fico totalmente entregue.”



“Eu tive que me destruir para me recompor, e durante essa reconstrução, algumas falhas foram sanadas.[...]”

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

RESENHA: TENEBRIS - ERIKA GOMES.




Quem já pensou em saber como foi o outro lado de uma das histórias mais antigas que existem? Então eu trouxe a resenha do livro certo pra você! Vem conferir!






LIVRO: Tenebris.

AUTOR (A): Erika Gomes.

PÁGINAS: 218.

SINOPSE: “Lúcifer vem da palavra hebraica hêlîl, que quer dizer "estrela da manhã" "aquele que traz a aurora". Sendo um anjo de luz, responsável pelo despertar, o nascer do sol, não seria ele, após séculos da sua traição e rebelião, capaz de sentir falta de seu criador, sua essência, a razão real para sua existência?

Nos dias de hoje, Heylel, como é conhecido, divide o domínio de Sheol - inferno - com os anjos que com ele caíram, alguns assumindo a posição de liderança e outros somente servindo. Mas cansado da sua terrível existência ele vagava pela terra, desistindo assim do seu reinado e perdido em um conflito interno. Nessa caminhada, Heylel se depara com a jovem Anna, que resplandece como a luz do sol que ele tanto conheceu.

Sua luz preenche cada espaço vazio, lhe dando uma nova direção e despertando, no até então intocável, o amor. Desse sentimento arrebatador nasce aquela que mudará completamente a visão da humanidade.

Uma trama recheada de emoção, carregada de tensão, amores irreais, bruxas, anjos, demônios, guarda celestial, mas que acima de tudo, lhe fará pensar até que ponto a religiosidade pregada está certa?”

 

 

“[...] tudo poderia ser diferente, não precisaria ser para sempre o bem e o mal, mas que mil variações poderiam existir entre essas duas palavras.”


“Tenebris” conta a história de Lauren, uma garota que não se encaixava em seus 17 anos. A jovem, que tem como melhor amigo um garoto carinhoso chamado Gabriell, desde pequena via coisa estranhas, conversava com pessoas que só ela enxergava e esses foram alguns dos motivos que a levaram a se rebelar e sair da congregação que “seu pai” dirigia. Robert (o pai), sendo pastor, faz o estilo religioso, mesmo Lauren e sua mãe sabendo o quanto isso não é real dentro de casa.


A hipocrisia de seu pai, juntamente com as coisas estranhas que lhe acontecem, levam a menina a sair de casa em uma manhã acompanhada apenas de seus pensamentos. Nesse “passeio”, Lauren encontra uma garotinha chamada Elida que lhe revela o que sempre quis saber sobre si mesma. Elida lhe conta que seu verdadeiro pai é nada menos do que o próprio demônio.


A vontade de saber se esse fato é realmente real, faz com que ela, ajudada por Gabriell, chame por Lúcifer (que hoje é conhecido como Heylel). Respondendo ao chamado da moça, um homem se materializa em seu quarto lhe dando todas as respostas. Lauren resolve assumir quem realmente é, mesmo que isso venha com guerras, paixões, perdas, revelações e dor, e ser apenas... Naiara, a que nasceu para ser herdeira do Sheol.


Ao iniciar a leitura da obra, eu embarquei na certeza de que toda história tem dois lados, e ambos merecem ser ouvidos. Erika, a autora, nos traz simplesmente a antiga história de Deus e Lúcifer, vista pelo lado ruim... Ou será que é por um lado arrependido e não conhecido?


Com pequenos toques de um picante romance, o livro vem trazendo novos ataques do coração a cada novo capítulo. Capítulos esses que são numerados, nomeados e acompanhados de frases incríveis.


Como muito dos livros que venho lendo, esse também possui alguns errinhos ortográficos, mas são erros que não tiram a mensagem que é passada pelo livro.


Quando Naiara nasceu dentro de Lauren, ganhou meu amor e respeito no mesmo instante. Confesso que no começo imaginei que ela teria fim com Gabriell, mas com a chegada de Agares e Yekun, muitas coisas mudaram. Não me atrevo a imaginar com quem a nossa pequena guerreira irá ficar, afinal nem ela mesma sabe.


A obra é quase toda narrada por Naiara, porém em meados do fim, Anna vulgo Amarantha, aparece com força total, e pra mim isso deixou a leitura muito mais interessante! Posso dizer que o último capítulo traz o ponto de vista de alguém e revelações que me fizeram ficar tipo: “O QUE?!”. Lá no meio da leitura, também temos a visão do “inimigo” (entendedores entenderão 😎).


A obra me surpreendeu muito, e eu amei. Já quero o próximo, afinal temos o “fim... por enquanto”.


Deixo abaixo, para vocês, a minha seleção de trechos:


“[...] para Lauren o anoitecer, trazia consigo uma estranha vontade de conquistar o mundo, sair sem destino em busca de tudo e nada ao mesmo tempo, se perder em lugares desconhecido [...]”


“As pessoas procuram culpar algo ou alguém para seus atos mais terríveis, fica mais fácil... suportar... a maldade quando se pensa que essa maldade foi gerada por algo sobrenatural Naiara, mas não é assim, Ele deixou a Sua criação o mais belo de todos os presentes, o livre arbítrio e com ele deixou também uma maldição, pois nem todos tem sabedoria para usar esse presente.”


“Porque o mundo simplesmente não conseguia entender que nem tudo precisava ser preto ou branco, mas que poderia existir o cinza? Isso ela não conseguia entender.”


“[...] às vezes as pessoas que amamos precisam do nosso pior lado para serem defendidas.”


segunda-feira, 21 de novembro de 2016

RESENHA: QUERO ME APAIXONAR - ALEX DARCISIO.




Quem ai está precisando se apaixonar? Hoje eu trouxe a resenha do livro certo! Vem conferir! ❤





LIVRO: Quero me Apaixonar.

AUTOR (A): Alex Darcisio.

PÁGINAS: 300.

EDITORA: Chiado.

SINOPSE: “Este romance ocorrido na década de 1950 soa como obra do destino quando Robert, um jovem músico talentoso, traumatizado e sem fé, vê seu destino o levando de volta a Riverston, lugar de onde saiu ainda criança e que foi palco de sua maior perda. Lá ele conheceria Natalie, uma jovem com um dom e um fascínio apaixonante pela escrita e com sonhos comuns a uma jovem de princípios cristãos e de fé inabalável.
E dentre tantos outros fatores do destino que conspiravam para que eles um dia se encontrassem, um ponto em comum: o lugar que inspirou os talentos e paixões de cada um pela primeira vez em suas infâncias, foi o que deu início a uma nova paixão.
Com a existência avassaladora de fatores determinantes para que eles ficassem juntos, outros fatores de mesma proporção os separavam, dentre eles a existência de Sebastian, um rapaz admirável, cuja amizade e fé se constituíam em seus maiores talentos.
Um possível triângulo amoroso de tirar o fôlego, com um final surpreendente você irá se deparar com um livro que justificará seu título, e que certamente te instigará a querer se apaixonar
.”

 

 

“Embora eu sinta que há uma ligação muito grande entre a música e a minha vida, prefiro admirar os que cantam.”

 

“Quero Me Apaixonar” conta a história de Robert, garoto que sonha em ser músico e tem talento para isso. Contudo, é um jovem traumatizado e sem fé, pois ainda criança teve uma enorme em sua vida. No livro também encontramos Natalie, uma jovem cristã que ama escrever, e está sempre tentando ajudar a todos, com suas palavras ou as de Deus.

 

Por destino, ou ato de Deus, os dois jovens se encontram e, sendo a maior de todas as exceções, se apaixonam. Com muitas coisas no caminho dos jovens, como Sebastian, viagens, perdas e dor, será que os dois jovens conseguirão ter uma vida juntos? Ou melhor, será que conseguirão ter uma vida juntos e com Deus?

 

Apesar de ultimamente eu não frequentar muito a igreja, o livro me chamou bastante atenção e comecei a ler com muita curiosidade. E mexeu comigo.

 

Realmente não esperava sentir tantas emoções. A cada página virada, eu encontrava uma frase que agora vou levar para o resto da vida. Não quero (e nem vou) dar spoilers para vocês sobre o final do livro, mas posso dizer que me destruiu e as lágrimas que chegaram junto com tanta emoção, serviriam para encher rios.

 

A escrita do autor é bem leve, mas cheia de princípios impactantes. Foi uma leitura bem rápida, talvez por conta dessa escrita, ou talvez pelo fato de que Robert e Natalie não nos deixam abandoná-los.

 

O livro tem alguns errinhos (creio que sejam de digitação) e algumas frases repetidas, mas nada disso tira a força com que as palavras chegam até o leitor. E isso é o que conta.

A diagramação do livro é adorável. A capa é linda e eu adoraria reproduzi-la, certamente com “a pessoa especial que está do meu lado”! Os capítulos são numerados e nomeados, e todos têm um versículo bíblico ou uma frase linda que estará presente no livro mais tarde.

 

Eu me surpreendi e, óbvio, me apaixonei pela leitura. Eu recomendo muito a leitura, seja para alguém que quer ler uma linda história de amor e vivê-la, ou para alguém que quer se apaixonar e reencontrar a si mesma. Afinal “é ai que começa e termina essa história, certamente a minha, mas com enormes fragmentos da sua.”

 

Apaixone-se!

 

Deixo abaixo, para vocês, a minha seleção de trechos:


“Gostaria de saber como identificar as linhas que delimitam a paz e a guerra, a paixão e o ódio, o medo e a coragem, a verdade e a mentira. Gostaria mais ainda de identificar a linha que delimitou a amizade do amor que senti.”

 

“ – Voe! Voe alto, mas mesmo que demore , nunca se esqueça de retornar ao seu jardim.”

 

“[...] As lágrimas vêm, as lágrimas se vão, restando então apenas os pensamentos e a necessidade de ordená-los.”

 

“[...] Mas amar nem sempre quer dizer que ficaremos com a pessoa amada, por mais que acreditemos que possamos fazê-la feliz. Amar, por vezes, exige de nós reconhecer que a felicidade de quem amamos esta em outro lugar ou em outro alguém e, assim, deixá-la ir para que mesmo na condição de espectador possamos vê-la feliz.”