segunda-feira, 10 de outubro de 2016

RESENHA: EU ME POSSUO - STELLA FLORENCE.




Cupcakes! Hoje tem resenha? Opa, é claro que tem! E ela fica com o livro incrível de Stella Florence!



LIVRO: Eu Me Possuo.
AUTOR (A): Stella Florence.
PÁGINAS: 182.
EDITORA: Panda Books.
SINOPSE: “ ‘O fato de eu ter me sentido atraída por você, ter ido a sua casa, ter desejado transar com você, não significa que você poderia me violentar. Desejar um homem não é o mesmo que desejar ser estuprada por ele. Você disse que tem ido ao meu bar a fim de se desculpar por alguma má impressão que tenha deixado em mim. Você  não deixou uma má impressão, Gustavo. Você cometeu um crime. Talvez agora você me pergunte por que eu não te denunciei já que afirmo que você é um criminoso.
Naquela noite, eu dei um nó no meu vestido para disfarçar o rasgo que você fez e me limpei como pude no elevador. Fiquei perambulando pela rua meio tonta, depois entrei num taxi e fui para a casa da minha avó. Fui direto para o chuveiro limpar aquilo de mim.
Me senti suja, me senti culpada, me senti inferior, me senti até ruim de cama: carreguei por muito tempo acusações que serviam para você, não para mim. Minha falta de experiência me fez acreditar que a culpa era minha, que eu apertei algum botão maldito em você e que talvez sexo fosse aquele horror mesmo. Por isso eu me mantive em silencio. Mas meu corpo gritava!’ ”



Este livro cona a história da jovem Karina, uma estudante de odontologia com a vida praticamente formada, mas prestes a ter uma grande reviravolta ao ajudar uma amiga em seu bar.


Essa mesma Karina, antes com 17 anos, foi violentada por Gustavo que hoje a ‘persegue’ para que ela entenda que ele mudou e não queria ter deixado uma má impressão com ela. Ele pode não saber ou não querer ver que cometeu um crime, mas hoje, Karina não é mais uma menininha e sabe disso...


Stella Florence conseguiu, talvez como ninguém, falar de um assunto tão delicado e colocar na sobrevivente uma história de superação, de amor próprio e de perdão.


Desde o momento que comecei a ler, vi que seria uma leitura de pura reflexão. Nós, mulheres, saímos nas ruas com medo. Com medo de ser assaltadas. Por que sim, estupro é um assalto. Um assalto de virtudes, de emoções, de poder sobre o próprio corpo. Um assalto daqueles que tiram o poder de ser de si próprio e de mais ninguém. E assalto pior que esse, nunca existirá.


Karina não é somente Karina agora. Hoje, ela é o mundo. Sim, como ela mesma disse: isso não acontece só com mulheres. Infelizmente, isso pode acontecer com qualquer um.


Há também um quesito de grande erro, que seria “estupro só é estupro se for físico”. Estupro é estupro se for físico, se for psicológico, se for algo contra a sua vontade, se for algo que aconteça quando você não tem o poder de decidir por si... Estupro é estupro seja como for, e o único nome que deveria ter é Crime Hediondo.


Eu Me Possuo, é um livro que  inspira outro olhar para a vida a quem o lê. Karina ensina, além de que você pertence a você e a mais ninguém, a perdoar. A amar novamente. A ser quem você é, não se definindo pelo erro de outra pessoa.


A obra deveria ser lida por todos. O que não duvido que aconteça, pois sua capa além de ser linda chama atenção de longe pelo grande título estampado nela. Título esse que poderia ser uma frase para ser levada conosco para o resto da vida. O interior do livro também é bem bonito, possuindo divisão de capítulos numerados e pequenos detalhes que nos fazem sentir calmaria.


Um dos melhores livros que poderiam ter sido escritos. Mega recomendo!


Deixo abaixo, para vocês, a minha seleção de trechos:


“[...] a dor é um espinheiro que sufoca tudo ao redor, inclusive, e, sobretudo, a razão.”

4 comentários:

  1. Fiquei boba com essa capa toda linda, e o título me chamou a atenção, mas não fazia ideia de que se tratava de um conteúdo tão sério quanto este! Esse livro parece ser ótimo e com certeza já está na minha lista! Na sociedade machista em que vivemos, o estupro parece ter justificativa, foi por "isso" ou por vestir-se "assim", e ainda colocam a culpa na vítima! Livros assim carregam uma forte mensagem, e sem dúvidas, a sua resenha me despertou curiosidade.

    Beijos, Carol
    Blog com V.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado e que o livro esteja na sua lista. Ele é maravilhoso e tenho certeza que não irá se arrepender! Beijão 💋

      Excluir
  2. Carol, querida, obrigada pelo espaço, pela leitura carinhosa e profunda! Grande beijo para você e suas seguidoras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu livro é maravilhoso e fico feliz que tenha gostado e que esteja disposta a escrever sobre assuntos como esse! ♡

      Excluir