segunda-feira, 31 de outubro de 2016

RESENHA: O TEMPLO - CARINE RAPOSO.




Hey cupcakes! Hoje no Halloween, eu trouxe uma resenha bem legal pra vocês. Espero que gostem!






LIVRO: O Templo.
AUTOR (A): Carine Raposo.
PÁGINAS: 315.       
EDITORA: Produção Independente.
SINOPSE: “Se Liza se lembrasse do ocorrido no cemitério, talvez encontrasse a explicação para as sombras. Ou talvez entendesse de onde vinham os sussurros em seus pensamentos. No entanto, tudo o que ela se recorda é de um nome: Ethan.
Até um estranho se apresentar como seu migo no Central Park, e roubar o diário de sua mãe. Onde estava sua única chance de desvendar o passado. Agora, sozinha em nova Iorque, longe de seus melhores amigos e sem qualquer vestígio de memória, ela fara de tudo para descobrir o que aconteceu.
Ela sente que precisa entender quem é o dono dos olhos esmeraldas invadindo seus olhos. Mas o tempo não será suficiente, pois enquanto afunda na terrível verdade sobre si mesma e sobre seus pais desaparecidos, Liza precisara impedir o casamento de sua irmã com um assassino.”


Pelo amor dos anjos do Conselho Carine, desse jeito você mata seus leitores!

O Templo nos conta mais sobre a história de Liza. Dessa vez, ela acorda em hospital sem memória, após a horrível noite no cemitério. Liza se lembra de apenas um nome, Ethan. Ethan que parece querer ajuda-la, que ama sua irmã e irá se casar com ela. Contudo, ela é perseguida por sombras, previsões de magos e pelo horrível cheiro de terra, sal e orquídea.

Nesses momentos em que ela sabe estar correndo perigo, olhos verdes invadem sua mente. Mesmo sem se lembrar de nada e ninguém, a garota sabe que sente algo inexplicável pelos olhos verdes. Ela sabe que coisas importantes precisam ser lembradas, porém uma barreira invisível dentro dela a impede de se recordar.

Com esse segundo volume, temos novos personagens e incríveis revelações. O livro deixa de ser narrado principalmente por Liza, para ser contado na visão de quase todos os personagens, o que deixa a coisa toda mais ‘real’.

Nosso casalzinho preferido (#Lizel uhul) enfrenta muitos problemas, o que me deixou muitooo angustiada em certos momentos. O amor e o ódio estão ainda mais entrelaçados e presentes nesse volume.

Os personagens continuam incrivelmente bem construídos, descobrindo cada vez mais a si mesmos. A diagramação é perfeita! Com a capa maravilhosa retratando o templo, no qual Nathaniel passa a maior parte do tempo. Possuindo os capítulos numerados e nomeados que eu gosto, e no interior do livro, pequenos e delicados pássaros em desenho.
Eu fico tentando entender como tudo isso cabe dentro da sua cabecinha Carine (autora), e se transforma nessas coisas maravilhosas que posso ler agora.

Uma vez eu li em algum lugar (que agora não me recordo qual) você dizendo que seus personagens vinham até vocês em sonhos, que eles conversavam com você. Pois bem. Agora eles conversam comigo. Agora eles estão me atormentado por conta desse final. Maldade sua fazer isso com a gente 😭

Com certeza eu quero mais! Seja do nosso casal de almas predestinadas, ou outros novos livros!

Deixo abaixo, para vocês, a minha seleção de trechos:

“Olhou Ivanka e Haniel de mãos dadas, e se colocou entre os dois. As almas gêmeas estavam então, seladas.”

“Agora eu já ansiava pelas alucinações. Era um a forma de vê-la, ainda que cruel e ilusória.”

“Essa verdade me acertou, e admitir algo para si mesmo às vezes pode ser nossa pior escolha.”  

“[...] O horror se instaurou sobre mim como uma doença, o sufoco me apertava a garganta.”

“Nem sempre a escolha certa é uma opção. Às vezes, só precisamos decidir com qual pecado seremos capazes de conviver...”

“Amá-lo era tão certo e necessário quanto respirar.”


Nenhum comentário:

Postar um comentário