quarta-feira, 16 de novembro de 2016

RESENHA: FERIDOS - JHEY LEE.





Hey pessoinhas! Chegou dia de resenha! A de hoje é do livro da parceira Jhey Lee. Espero que gostem!




LIVRO: Feridos.

AUTOR (A): Jhey Lee.

PÁGINAS: 348.

EDITORA: Produção Independente.

SINOPSE: #Tigres #Dor #Sofrimento #Traumas #Romance #Ação #Amizade #Revolta

Tigres: eles conquistaram o respeito, limitaram o espaço pessoal, agora, apenas promovem o medo.
Dragões: há quem afirme que eles pertencem à máfia, mas isso, ninguém pode provar!
Panteras Negras: para serem reconhecidos precisam enfrentar os Tigres em uma luta oficial.
Irmãos Slater: conhecedores de Artes Marciais. É o bastante!                                  Academia Elite: colégio educacionalmente evoluído.
Sury optou pela destruição.
Miguel encontra no suicídio a única saída.
Jimmy: um amigo sem segundas intenções??? 

Kürt: um grande cretino arrogante e orgulhoso! Mas existe muito mais além dessa aparência.
Na máfia o que importa não é a vida, são as vendas!
O Kung Fu é o meio de resolver as diferenças.
AngelLee: é meiga e frágil, ou talvez não, e inocente, será?
Tire suas conclusões...

 

Ninjas... O que dizer desse livro?


“Feridos” conta história da doce (será?) AngelLee. A garota saiu do Japão para estudar na Academia Elite – um colégio muito evoluído – e, por consequência disso, acabou indo morar na casa dos irmãos Slater. AngelLee fez amigos inseparáveis no colégio, como Jimmy que passou a cuidar dela como seu bem mais precioso.


Por um problema que acontece em uma das festas de gangue de Um dos Slaters, a jovem teve que se mudar... Indo morar com os Tigres. Os Tigres são uma gangue de muito poder, e a chegada de AngelLee mudou tanto a vida deles, quanta dela.


Entre garotos lindos, AngelLee acaba se apaixonando por Nick, uma escolha nada sensata. Em meio a relacionamentos, amizades, perigo e dor, AngelLee se mostra alguém um tanto “diferente” do que todos pensavam. Preservando amizade e perdão, depois de uma grande decepção, a garota tem um final surpreendente.


Confesso que demorei um pouco para realizar a leitura, pois sempre aconteciam alguns imprevistos, mas quando peguei firme... Foi uma leitura de algumas horas!


Jhey Lee (a autora) conseguiu colocar preceitos de caráter, amizade e amor alternados a avisos sobre as consequências do uso de drogas e envolvimento com gangues. E como sendo uma leitura jovem, é sempre importante ter coisas desse tipo.


Os personagens criados por ela são tão incríveis que fica difícil escolher um favorito, mas dos “não favoritos” eu com certeza tenho um: Nick (só vai entender o motivo quem ler o livro até o final, haha)!


A obra me fez rir em muitos momentos e chorar em tantos outros, tal era intensidade das palavras escritas e o que elas queriam passar ao leitor. Por mais que seja uma leitura voltada aos jovens (minha opinião), o que este escrito é de fazer refletir bastante!


Regado a Kung Fu, “Feridos” é um livro apaixonante e eu estaria mentindo se dissesse que não estou contando os dias para ter a continuação!

 

Super, mega, hiper indico!


Deixo abaixo, para vocês, a minha seleção de trechos (que são muitos):


“Em um momento você acha que está tudo bem, e que nada vai estragar a sua felicidade, de repente, sua vida dá um giro de 360°, você perde o chão, pois seu mundo desaba, e tudo que você precisa é ouvir uma frase para poder recuperar a sanidade...”


“... E nada de bom pode acontecer quando o ódio tem permissão de agir.”


“Os livros fazem o que ninguém é capaz de fazer, eles me completam.”


“A dor da perda é tão insuportável e desesperadora que muitas vezes nos cega a ponto de não conseguirmos enxergar nenhuma solução além da desistência.”


“O lugar não poderia ser mais perfeito, além da visão extraordinária daquele verde intenso e puro que só as árvores possuem, eles serviam um ótimo cappuccino!”


“A pior dor que um ser humano pode sentir e a dor da perda. é uma dor tão grande. é uma dor que maltrata e faz sangrar. é uma dor irreparável.”

 

4 comentários:

  1. A sinopse me deixou boquiaberta, já nos deixa muitas incógnitas e mistérios, e sua resenha apenas confirmou a qualidade literária de Jhey Lee! Adorei e suas fotos são perfeitas, né? Sou fã das suas fotografias, devias fazer um post sobre!!!

    Beijos, Carol
    Blog com V.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que você goste tanto assim! Se você ler "Feridos", garanto que não vai se arrepender! ♥

      Excluir