sábado, 29 de abril de 2017

RESENHA: O BEIJO DA MORTE (SOB A LUZ DAS GALÁXIAS) - JUDIE CASTILHO.




Quem ai ama as galáxias? Pois bem, hoje trouxe a resenha de um livro que vai virar alvo do seu amor também! 



LIVRO: O Beijo da Morte (Sob A Luz Das Galáxias).
AUTOR (A): Judie Castilho.
PÁGINAS: 340.
EDITORA: Chiado.
SINOPSE: “Uma romântica e perigosa história, vivida sob a luz das galáxias.
Uma jovem audaciosa, disposta a tudo por seu amor...
Um homem poderoso, capaz de matá-la só por amar-lhe...
Um povo cruel, que não tem limites em sua luta pelo poder...
A paz entre os planetas ameaçada, como nunca antes...
E o amor pode se tornar a arma perfeita para uma guerra intergaláctica.
Haysla e sua amiga, Violyt, estão iniciando uma nova fase em suas vidas.
Depois de passarem muitos anos na Terra, enfim chegou o dia pelo qual elas tanto esperaram! Elas estão completando 17 anos e ingressando na Academia Frantila, a escola mais disputada do universo.
Mas as coisas não serão fáceis para elas.
A União Universal e seus 16 planetas aliados acreditam estar cada vez mais unidos e poderosos. Porém, uma grande conspiração intergaláctica está se formando. Seus planetas inimigos não querem mais viver à margem do universo. Eles estão em busca de poder e de um elixir que lhes garanta uma longa vida.
Para complicar ainda mais as coisas, Haysla está vivendo um peculiar triângulo amoroso.
De um lado, um amor leve, divertido, tranquilo. Possível.
Com ele, Haysla tem a chance de uma vida segura e feliz.
De outro lado, um amor ardente, avassalador, compulsivo...
Mas impossível.
E para viver este amor, Haysla não temerá consequências... E pode colocar todos em sérios apuros.”


“O Beijo da Morte” nos apresenta Haysla, uma jovem mestiça (terráquea e ordeana) que está ingressando na Academia Frantila, uma respeitada ‘escola’ para jovens de todos os planetas do universo que são reconhecidos pela UniUni (União Universal).


Ao chegar à escola, ela se depara com um lindo homem de olhos dourados, chamado Benjamin. Mas, ela não espera que esse homem além de ser seu professor, amigo do presidente da UniUni que vem a ser seu pai e ser cobiçado por todas as suas alunas, ele ainda é um klyso. Ou seja, o veneno que carrega em seu corpo pode, instantaneamente, mata-la.


Mesmo brigando com seus sentimentos, Haysla se apaixona perdidamente por Ben. A jovem passa a se odiar por amá-lo e estar namorando Keynel (um jovem fofo que a ama) e não respeitar os protestos de Violyt (sua melhor amiga). Contudo, o que ela não imagina é que esse amor proibido pode trazer muito mais problemas do que um coração partido...


Estou passada! Sim, essa é a expressão que define bem o que senti ao finalizar a leitura. Mesmo que eu tenha demorado bastante para terminar a leitura (provas, mudança...), esse é um daqueles livros que dá para ser lido de supetão. A história pede isso!


A escrita de Judie (autora) é incrível. Com pouquíssimos erros - de digitação -, as palavras seguem todo um padrão magico para que nós, leitores, nunca nos cansemos de estar na companhia das personagens.


O gênero da obra também é maravilhoso, afinal quem nunca se fez aquela pergunta: será que só somos nós no universo? Bom, aqui vemos que não. E detalhe, não são ‘ETs’ feios e verdinhos como imaginamos (ok, alguns são sim!), são lindíssimos de arrancar suspiros e com dons... Ah, de tirar o fôlego!


Com toda certeza eu me teletransportei para a cidade de Ondina em Frantila e vivi todos os momentos com Haysla, desde suas trades com as amigas até o desespero de não poder ser de Ben. Até porque, amar e não poder ser de quem se ama é realmente desesperador, mesmo para uma jovem de outro planeta.


E essa diagramação? Recebi o e-book e já achei divina com seus capítulos nomeados e numerados, imaginem a do livro físico! Essa capa...Ah, linda demais!


Já quero muito os próximos volumes de Sob A Luz Das Galáxias... Preciso saber se esse amor à margem do perigo tem chance de ser salvo ou se viverá sempre À Sombra Do Perigo!

Ps: Shippo muito Violyt e Donank! ❤

Deixo abaixo, para vocês, os trechos escolhidos:


“Isso lhe somou lembranças e... para ele, a vida era feita de lembranças. Benjamin havia vivido de verdade.”


“Talvez  eu  ainda  não  o  ame,  mas  vai  acontecer.  Eu  sinto,  é  um  desastre eminente.  É como  se  eu  estivesse  amarrada  na  linha  do  trem  e  ele  estivesse vindo.  Está  de  noite  e  tem  um  forte  nevoeiro...  eu  posso  ver  seus  faróis,  mas ele  não  pode  me  ver.  Não  adianta  gritar,  o  maquinista  não  vai  me  ouvir  e, mesmo  que  ele  me  ouvisse,  ou  que  me  visse,  não  daria  mais  tempo  para parar.  Ele  passará  por  cima  de  mim,  vai  me  atropelar.  Então...  tudo  o  que  eu posso  fazer  é  fechar  os  olhos  e  esperar  que  não  doa  muito,  que  ele  acabe  logo comigo.”


“- É  uma  joia.  E...  uma  aliança...  – [...] –  Ela  não  tem  começo,  nem  fim.  É  como  eu  me  sinto em  relação  a  você.  Eu  me  confundo  com  você,  Hay,  não  sei  muito bem  onde  você  termina  e  eu  começo.  Seus  desejos,  são  os  meus desejos...  seus  sonhos,  são  os  meus  sonhos...  te  fazer  feliz,  é  o  que mais  me  faz  feliz.”


4 comentários:

  1. Aí que lindo!!!!! Amei!!!! Que bom que o livro conseguiu te levar para Ondina. ❤️❤️❤️❤️❤️ Obrigada pela resenha tão fofa!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente fui pra lá na imaginação, estou esperando minha nave hein! Eu que agradeço pela oportunidade de ler sua obra <3

      Excluir
  2. Nossa, que proposta diferente! Adorei o contexto. Vou colocar na minha lista de leitura! Parabéns pela resenha!! Amei! 💓 Http://Bibliotecadeopinioes.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey, tudo bem?

      Diferente né? Não vai se arrepender de ler. Muito obrigada <3

      Excluir