quinta-feira, 31 de agosto de 2017

RESENHA: PRESSÁGIOS DE GUERRA (CORAÇÕES NAS SOMBRAS) - ALLAN FRANCIS.





Boa tarde meus cupcakes! Tivemos uma paradinha nas resenhas aqui, mas hoje voltamos com tudo! Espero que gostem 💗







LIVRO: Presságios de Guerra (Corações Nas Sombras).
AUTOR (A): Allan Francis.
PÁGINAS: 736.
EDITORA: Chiado.
SINOPSE: “Quando eu olhei através do passado eu finalmente compreendi o que você entenderá aos poucos. Ver a queda e extinção dos centauros por sua sede de poder foi apenas o estopim de algo maior, pois o mal que despertaram no mundo inferior (Agonia) embora selado por Círdan o elfo, desencadeou uma série de acontecimentos que narro para ti. Aquilo bastou para que Goldax o imortal que liderou os orcs por duzentos anos encontrasse um mestre que lhe prometeu libertar os orcs de seu exílio. Depois de sua derrocada, o dragão negro ressurgiu avido por poder e adoração, a ponto do rei dos dragões lhe temer. A Casa de Prata com intenções desconhecidas começou a roubar um a um os talismãs de Ifíanor. O mundo aos poucos começou a odiar os magos, seus antigos benfeitores, e uma mente brilhante surgiu com a finalidade de equilibrar as coisas, mas ele não sabia que seus atos acarretariam uma guerra sem fim. Então meu amor, meu confidente e meu amante, se lhe conto sobre o passado é para que você entenda o meu papel no presente e o porquê de termos nos separados. Escolhi nomear este relato de Corações nas Sombras e acredito que você entenderá o motivo.”




“Presságios de Guerra” é o primeiro volume de uma nova série que promete muito: Corações Nas Sombras. O livro se trata de um mundo totalmente diferente do nosso, Ifíanor, e traz inúmeros personagens, mas tem seu início com a carta de uma jovem mulher chamada Sindara.



Sindara escreve essa carta (todo o livro em si) para um amor perdido tencionando contar-lhe tudo o que presenciou e a fez ter que ir embora. Sindara conta sobre como os orcs organizam-se em um levante contra o mundo, como um dragão negro e sorridente deseja o poder matando todos em seu caminho, como os talismãs que protegem o mundo de um mal estrondoso são roubados e como todas essa ações estão ligadas. Sindara relata uma guerra sem fim.



O livro quase que gigante me remeteu muitas vezes as obras de George R.R. Martin, tendo como principal semelhança o grande número de capítulos reservados para cada personagem e o fundo de guerra.



Demorei um tempo grande para finalizar a leitura, mas não por achar a trama ruim. Pelo contrário, apesar de ser um pouco lenta para mim, os detalhes são muitos e isso me fez ficar imersa na leitura, me transformei em orc, dragão, elfa, maga, viajante, caçadora e até mesmo uma nova e simples humana.



Presságios de Guerra é um nome incrível para essa obra, já que se trata realmente disso: presságios. Presságios de que muito mais está por vir, que esse volume foi só uma iniciação para um novo mundo que reserva muita, mas muita coisa aos seus novos residente: os leitores!



Personalidades majestosamente diversas são encontradas na leitura, mas se prestarmos bastante atenção veremos que cada característica definitiva de um personagem é um ponto que se junta com outros mais para formar um ser humano. Não sei se foi uma intenção do autor, Allan, causar isso, mas ele conseguiu.



Uma das únicas coisas que me incomodaram durante a leitura foram alguns erros de escrita. Claro que erros são normais, principalmente em um livro deste tamanho, mas uma revisão é uma boa dica para deixá-lo ainda melhor.



Já a diagramação faz seu papel lindamente. Capa chamativa, divisão capitular (numerada e com o nome do personagem narrador), índice e um mapa sensacional.



Este é um livro que sempre ficará em minha memoria com toda sua aventura e ferocidade e por isso já estou sedenta pelas continuações. Recomendo muitíssimo!



Deixo abaixo, para vocês, a minha seleção de trechos:


“Parecia que nenhum mal se avizinhava, embora ele sentisse que as trevas aos poucos deitariam seu manto frio nas aragens de Vescra. Era mais um de seus pressentimentos, o mal às vezes lhe cantava aos ouvidos e ele nada podia fazer.”



“-Alfris, a morte quando certa, sempre vem com um olhar conhecido e com julgamento.”



“O futuro é algo tênue e muito maleável, quando se olha para ele já se corre o risco de mudá-lo.”



“Existe um ditado em Vescra que diz ‘o tolo peca pela falta de percepção, o distraído pela percepção ao desnecessário, o inconsequente por dar valor em excesso à sua percepção’.”



“- Torturar nunca é uma coisa boa. Corremos o risco de nos modificar [...].”



“[...] Acreditar no amor significa se agarrar a falsas esperanças? [...]”



“Sua mãe sempre a avisou que a expectativa das pessoas era a janela certa para a decepção.”




quinta-feira, 10 de agosto de 2017

RESENHA: ESCARLATE (NOVA ERA) - VITÓRIA VALE LUSSARI.




É pessoal, chegamos ao fim de uma trilogia! Todos resenhados e espero que essa aguce ainda mais a curiosidade de vocês!







LIVRO: Escarlate (Nova Era).
AUTOR (A): Vitória Vale Lussari.
PÁGINAS: 446.
EDITORA: Produção Independente (Disponível no Wattpad).
SINOPSE: "Trechos do diário de Sabrina Cameron...

[...] Será que alguém está vendo o que está acontecendo? Será que sabem o quanto estamos sendo jogados no inferno? Parece que tudo está prestes a se quebrar.

[...] Exatamente o que aconteceu e porque tive que fazer tudo o que fiz, talvez nunca descubram. [...] Preciso protegê-los. [...] Sei que Trainem planeja muito mais do que simplesmente interromper um romance.

[...] Na verdade...

Quero ser egoísta.

Quero não ligar para o mundo.

[...] Mas não posso. Porque, no fundo, sei bem que as coisas estão prestes a explodir. E o vermelho mais escarlate está prestes a tingir nossas paredes. E marcar nossas vidas para sempre."

A caminhada de Sabrina está quase no fim. Mais um inimigo a derrotar, só mais alguns desafios a superar. Em um caminho estranho com um homem totalmente diferente ao seu lado, conseguirá seguir em frente?

Para acabarem de uma vez com Trainem, ela e três de seus mais queridos aliados se unem e vão à luta. Um campo de batalha real e sangrento está prestes a ser o palco que receberá essas personagens buscando não só um fim, mas uma resolução para si mesmos. E uma Nova Era.”


Leia aqui a resenha do livro anterior para não receber spoilers.

Em “Escarlate” somos apresentados às batalhas finais de Sabrina e Amanda Cameron. Às lutas de Agaria Cameron e Allen Marcaunt. Aos mistérios que antes se escondiam.



Sendo descortinado pela presença cada vez mais marcante de Allen, tudo começa a fazer sentido quando Sabrina descobre o porquê de ser uma maga poderosa, o porquê Trainem a quer fora de seu caminho e mais, o porquê de ter nascido.



Uma longa jornada é travada e absolutamente todos tem de se preparar para as mãos maleáveis do destino que mudam com um piscar de olhos de Sabrina... Pois ela, ela é a que trará uma Nova Era. Mesmo que para isso tenha de passar por um rio escarlate como seu próprio sangue de sofrimento. Mas, ela será capaz disso?



Com a escrita bem mais desenvolvida que nos dois primeiros livros da trilogia, nesse Vitória (autora) nos permite desvendar tudo o que antes era o pequeno inicio de um castelo de cartas e chegar ao fim da obra com ele completo e lágrimas nos olhos.



Para mim, esse volume de arrematação trouxe emoções que foram descritas de uma forma tão forte e bela que, enquanto lia, me sentia na pele e espirito das personagens. Com certeza um dos ápices do livro foram esses momentos.


Depois de incontáveis capítulos e equívocos, conseguimos finalmente entender como tudo sempre esteve emaranhado desde até mesmo antes das irmãs Cameron nascerem até chegarem a esse final. E que final!



Não deixando de ser uma ficção que vai te levar para um mundo totalmente novo, o livro (e toda a trilogia) ensina valores incontáveis como o quão poderoso laços de amor e amizade podem ser na vida de alguém.



Singelo, forte e enigmático, Escarlate vai conseguir te mostrar a magia que você guarda dentro de si. Deixe-a fluir.



Recomendo!



Deixo abaixo, para vocês, a minha seleção de trechos:



“-Sabemos que é guerra quando os velhos passam a enterrar os novos...”



“Este pedaço de papel já está amassado e manchado de terra, mas agora entendo porque Sabrina prefere confiar em uma folha a alguém. A folha não julga. A tinta não pergunta. As palavras não se irritam. Elas só nos encaram de volta. Com paciência, esperando que entendamos nós mesmos, quando relermos tudo o que foi despejado.”



“Sentia-se livre em estar preso àquela mulher linda e maravilhosa. E era o bastante. Ter aquilo era mais do que suficiente para sua vida continuar feliz.”





“Foram irmãos. Não de sangue, não. Mas por escolha. E Sabrina sabia o peso de um amor escolhido.”

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

RESENHA: SELENE E O DRAGÃO (A ÚLTIMA LUA AZUL) - MARÍLIA G. BARBOSA.



Hey pessoal! Hoje tem resenha, atrasadinha, mas tem! Confere ❤







LIVRO: Selene E O Dragão (A Última Lua Azul).
AUTOR (A): Marília G. Barbosa.
PÁGINAS: 299.
EDITORA: PenDragon.

SINOPSE:“Em meio a uma guerra entre humanos e dragões, Selene foge de uma tragédia que destruiu sua vila e se vê frente a frente com um inimigo de sua espécie: um dragão, caído e vulnerável. Contrariando tudo o que conhecia e ainda com a dor da perda pesando no peito, ela toma uma decisão e usa magia para salvá-lo. Agora, Drake, o dragão, e Selene dão início a uma jornada para reconciliar ambas espécies. Porém, percebem que há muito mais em risco ao receberem uma missão de uma Deusa poderosa e temperamental. Todos têm objetivos ocultos, e o sucesso ou fracasso desta missão pode provocar mais consequências do que se imagina.”




“Selene E O Dragão” se inicia com uma corrida dolorosa e desgovernada de Selene. A jovem acabara de perder tudo e todos que amava em um incêndio que tomou conta de toda a sua vila. Em meio a essa corrida, a garota encontra um dragão, o pior inimigo de sua espécie.



Ao encontrá-lo, Selene toma uma decisão que mudará sua vida para sempre: ela o ajuda. Após um feitiço, o dragão se torna humano e resolve seguir Selene para onde for.



Juntos, Selene e Drake (o dragão) recebem uma missão extremamente poderosa que pode acabar de uma vez por todas com a guerra entre suas espécies... Mas ela vem carregada de perigo. Seriam eles, humana e dragão, capazes de finalizar essa missão? E como lidar com os sentimentos que afloram em meio a essa aventura?



O livro de Marília é extremamente envolvente e acolhedor. É dividido nas visões de Selene e Drake, mas também possui algumas narrações de outros personagens secundários.



Esse estilo de escrita me agrada bastante, mas em poucos momentos alguns diálogos foram totalmente repetidos (sem neura, nada que deixasse a leitura maçante!) e para mim não fariam falta se não existissem lá.



Falando mais dos pontos positivos da obra, um dos maiores foi o tema escolhido. Uma guerra mágica e politica na qual ainda é possível que um sentimento belo como amor cresça.



Um amor que também nos mostra que as diferenças não existem (por mais que possam ser gigantescas para os outros) quando se gosta e quer o bem de alguém!



Outro tema muito bem trabalhado no livro são as questões vingativas. A todo o momento estamos conhecendo personagens que foram afetados pela guerra entre dragões e humanos, mas quase todos conseguem perceber que se vingar não mudará o passado.



Enfim, todo o contexto da obra, seja a trama, os personagens, a diagramação (nesse caso merece uma lapidação, pois alguns errinhos de digitação ainda existem) se funde para tornar a obra singela e de uma leitura deliciosa! Indico!!



Deixo abaixo, para vocês, a minha seleção de trechos:




“Era preciso muitos mais força para salvar um inimigo do que para matá-lo [...]”





“[...] Se a gente não fizer a nossa parte, se não lutarmos pelo que acreditamos, ninguém mais o fará. Tentar fazer qualquer coisa é melhor e mais útil do que ficar sem fazer nada.”



“- A boca pode mentir, mas o coração não. Ele fica agitado quando faz isso.”




Ps: tem sorteio rolando desse livro lá no Instagram. Participe!

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

RESENHA: UMA NOVA MENSAGEM - ERIKA GOMES.



Hoje trouxe para vocês um pouquinho mais de Erika Gomes. Aproveitem!






LIVRO: Uma Nova Mensagem.
AUTOR (A): Erika Gomes.
PÁGINAS: 211.
EDITORA: Produção Independente (Disponível na Amazon).
SINOPSE: “Uma mulher bem resolvida, independente. Cris teria tudo para ter uma vida no mínimo legal... Se não fosse sua frustração sexual!!!
Uma mensagem de um número desconhecido... Um perfil de um homem encarando o oceano... Tudo o que eles tinham em comum, era o desejo de transformar aquele engano em uma certeza.
Mas a vida acaba pregando peças e alterando as situações no decorrer do caminho. Outras pessoas são envolvidas e todas as certezas de Cris, escorre por seus dedos, quando ela se depara com alguém real que balança todo o seu mundo.
Liberte-se, há uma mensagem esperando você!!!”




“Uma Nova Mensagem” nos apresenta Cris, uma mulher jovem, bonita, mas com uma grande frustação sexual em sua vida. Até que, em um sábado ensolarado, ela recebe uma mensagem um tanto em comum.



Um erro, uma troca de mensagens e a vida de Cris muda completamente. Sem saber, ela acaba entrando em um emaranhado de mistérios, onde acaba descobrindo que pessoas próximas podem não ser quem realmente aparentam e algo que parecia ser só diversão acaba virando o ‘para sempre’.



Erika Gomes (autora de Tenebris) traz em sua mais nova obra, um romance totalmente diferente da temática de seu primogênito. Esse livro ao invés de trazer anjos, demônios e magia traz amor, desejo e suspense.



A obra tem uma escrita toda sua (ainda está por revisar, portanto em primeiro momento possui alguns errinhos), tão detalhada que chega a ser quase palpável. Quase conseguimos nos transformar em espectadores invisíveis de todos os momentos vividos por Cris.



UNM (como foi apelidado pelos leitores) é quase que totalmente narrado por Cris, mas certo personagem ganha sua vez em alguns momentos. Esse fato deixa a leitura mais interessante, pois podemos ter visões diferentes do desenrolar da trama.



Tendo como assunto quase principal os desejos carnais de uma mulher, chama atenção por não ser só isso. O escrito traz também laços de amizade, relacionamentos virtuais, confusões amoras e o estrago que um amor possessivo pode causar.



Apesar de existir somente em mídia digital (por enquanto!), possuí uma diagramação muito boa. Os capítulos são numerados e possuem frases em diferenciadas em cada inicio.



Gostei muito dessa experiência com uma nova parte de Erika e quero muito mais! Recomendo bastante!



Deixo abaixo, para vocês, a minha seleção de trechos:



“[...] você sem dúvida alguma, foi a melhor coisa que já me aconteceu, mas da pior forma possível.”



“- Não podemos dar um fim a algo que nem ao menos começou.”



“Como um vento forte e impetuoso, Fernando entrou em sua vida, e sem cuidado algum, abriu as janelas da alma sozinha e confusa de Cris e deixou o sol entrar, iluminando tudo e aquecendo os lugares mais frios.”

terça-feira, 1 de agosto de 2017

RESENHA: AMPULHETA (NOVA ERA) - VITÓRIA VALE LUSSARI




Hoje é dia de resenhar mais Nova Era pra vocês. Espero que gostem!






LIVRO: Ampulheta (Nova Era).
AUTOR (A): Vitória Vale Lussari.
PÁGINAS: 304.
EDITORA: Produção Independente (Disponível no Wattpad).
SINOPSE: “Trechos do diário de Sabrina Cameron...

[...] Aconteceram tantas coisas que às vezes sinto até preguiça de ter que relatar tudo.

[...] Sabrina Cameron não existe com certeza, por questão de segurança. Para todos os efeitos eu fui acolhida no castelo como mais uma das Damas de Companhia.

[...] A corte aumenta a cada dia.

[...] Continuo viva. Não vou me deixar morrer tendo sangue passando a todo o momento pelas minhas veias. Eu não me perdi naquela guerra, me recuso a acreditar nisso."

A vida continua, as coisas mudam. Mas mudam quanto? Até que ponto?

Depois de todos os conflitos de Faion, retornam para a rotina que era esperada que teriam. Sabrina vive um dia de cada vez, esperando pelo momento em que poderá tomar seu lugar novamente ao lado de sua família.

É mais um dia na corte quando Sabrina é atacada por uma Dama. Que não parece agir sozinha. Tudo se confunde e mistura e já nada parece ser igual. Entre Damas de olhos dourados, atentados e ameaças, e Visões com um rapaz desconhecido de cabelos cinzentos, Sabrina passa a questionar-se. Uma dúvida não para de atormentá-la: estaria ela envolta pelas mesmas correntes que a irmã?

Decidida a não se deixar vencer e aprendendo pouco a pouco em quem realmente confiar, precisa depender dos poucos conhecimentos que lhe restam e vencer as barreiras que tentam restringi-la.”





Leia aqui a resenha do primeiro livro para não ter spoilers.



“Ampulheta” nos traz um pouco mais sobre a vida de Amanda, Sabrina e agora Agaria. Depois de uma guerra completamente mágica contra a bruxa Ushôrya e da reconstrução do castelo (Fênix) onde moram, nenhum dos três é mais o mesmo.



Amanda se sente deslocada. Agaria é o novo Rei e está sempre cheio de preocupações. Sabrina... Bem Sabrina é um mistério. Tendo seu destino selado pelos deuses, a jovem princesa tem que deixar sua “verdadeira face” escondida de todos.



Como se isso ainda não bastasse ela passa a ter visões (ou sonhos, nem ela mesma sabe...) com um jovem de cabelos prateados. Porém, nem mesmo em tempos de paz a vida deles está segura. Certo alguém quer mais. Quer concretizar seus planos e, para isso, precisará fazer Sabrina sofrer...



Esse é o livro que sucede Quebra na série Nova Era. Um tanto diferente do primeiro volume, esse é mais focado em Sabrina, que tem uma história cheia de percalços em toda a obra.



Em postagens da autora fiquei sabendo que esse é livro mais denso da série, mas por possuir uma escrita tão fluida, li muito rapidamente – o que até gerou comentários da Vi (autora).



O crescimento das personagens nesse volume é visível logo nos primeiros capítulos e permanece em constância em toda a obra. Cheias de feitiços, enorme determinação e muita sede de vingança (em alguns), as personagens chegam a brilhar durante a leitura.



O livro ainda não existe em mídia física, mas em questão de diagramação posso falar da incrível divisão capitular contendo trechos muito importantes para a obra. Além de que essa capa é muito maravida, né non?



Enfim, fiquei cheia de emoções com a leitura e hoje já iniciei a continuação (Escarlate) e já estou louca com as revelações. Indico muuuuuuuuuuuito!



Deixo abaixo, para vocês, a minha seleção de trechos:



“[...] O destino não irá me reger [...] Sou criadora de meus próprios caminhos!”



“-Nunca será capaz de lutar com tudo o que tem se acreditar que não é capaz de fazê-lo.”



“Porque, de repente, o fato de que ela não o veria mais era insuportável. Porque não era uma viagem com passagens garantidas para a volta, onde ter magia era um ponto positivo.”



“Pois eu serei a única, se assim tiver que ser, mas serei a que planta os dois pés no chão e recusa a se mover, a se curvar, a se confirmar. Porque eu decido meu futuro e não deixarei que entristeçam sequer mais um segundo das pessoas ao meu redor enquanto eu estiver aqui.”