terça-feira, 1 de agosto de 2017

RESENHA: AMPULHETA (NOVA ERA) - VITÓRIA VALE LUSSARI




Hoje é dia de resenhar mais Nova Era pra vocês. Espero que gostem!






LIVRO: Ampulheta (Nova Era).
AUTOR (A): Vitória Vale Lussari.
PÁGINAS: 304.
EDITORA: Produção Independente (Disponível no Wattpad).
SINOPSE: “Trechos do diário de Sabrina Cameron...

[...] Aconteceram tantas coisas que às vezes sinto até preguiça de ter que relatar tudo.

[...] Sabrina Cameron não existe com certeza, por questão de segurança. Para todos os efeitos eu fui acolhida no castelo como mais uma das Damas de Companhia.

[...] A corte aumenta a cada dia.

[...] Continuo viva. Não vou me deixar morrer tendo sangue passando a todo o momento pelas minhas veias. Eu não me perdi naquela guerra, me recuso a acreditar nisso."

A vida continua, as coisas mudam. Mas mudam quanto? Até que ponto?

Depois de todos os conflitos de Faion, retornam para a rotina que era esperada que teriam. Sabrina vive um dia de cada vez, esperando pelo momento em que poderá tomar seu lugar novamente ao lado de sua família.

É mais um dia na corte quando Sabrina é atacada por uma Dama. Que não parece agir sozinha. Tudo se confunde e mistura e já nada parece ser igual. Entre Damas de olhos dourados, atentados e ameaças, e Visões com um rapaz desconhecido de cabelos cinzentos, Sabrina passa a questionar-se. Uma dúvida não para de atormentá-la: estaria ela envolta pelas mesmas correntes que a irmã?

Decidida a não se deixar vencer e aprendendo pouco a pouco em quem realmente confiar, precisa depender dos poucos conhecimentos que lhe restam e vencer as barreiras que tentam restringi-la.”





Leia aqui a resenha do primeiro livro para não ter spoilers.



“Ampulheta” nos traz um pouco mais sobre a vida de Amanda, Sabrina e agora Agaria. Depois de uma guerra completamente mágica contra a bruxa Ushôrya e da reconstrução do castelo (Fênix) onde moram, nenhum dos três é mais o mesmo.



Amanda se sente deslocada. Agaria é o novo Rei e está sempre cheio de preocupações. Sabrina... Bem Sabrina é um mistério. Tendo seu destino selado pelos deuses, a jovem princesa tem que deixar sua “verdadeira face” escondida de todos.



Como se isso ainda não bastasse ela passa a ter visões (ou sonhos, nem ela mesma sabe...) com um jovem de cabelos prateados. Porém, nem mesmo em tempos de paz a vida deles está segura. Certo alguém quer mais. Quer concretizar seus planos e, para isso, precisará fazer Sabrina sofrer...



Esse é o livro que sucede Quebra na série Nova Era. Um tanto diferente do primeiro volume, esse é mais focado em Sabrina, que tem uma história cheia de percalços em toda a obra.



Em postagens da autora fiquei sabendo que esse é livro mais denso da série, mas por possuir uma escrita tão fluida, li muito rapidamente – o que até gerou comentários da Vi (autora).



O crescimento das personagens nesse volume é visível logo nos primeiros capítulos e permanece em constância em toda a obra. Cheias de feitiços, enorme determinação e muita sede de vingança (em alguns), as personagens chegam a brilhar durante a leitura.



O livro ainda não existe em mídia física, mas em questão de diagramação posso falar da incrível divisão capitular contendo trechos muito importantes para a obra. Além de que essa capa é muito maravida, né non?



Enfim, fiquei cheia de emoções com a leitura e hoje já iniciei a continuação (Escarlate) e já estou louca com as revelações. Indico muuuuuuuuuuuito!



Deixo abaixo, para vocês, a minha seleção de trechos:



“[...] O destino não irá me reger [...] Sou criadora de meus próprios caminhos!”



“-Nunca será capaz de lutar com tudo o que tem se acreditar que não é capaz de fazê-lo.”



“Porque, de repente, o fato de que ela não o veria mais era insuportável. Porque não era uma viagem com passagens garantidas para a volta, onde ter magia era um ponto positivo.”



“Pois eu serei a única, se assim tiver que ser, mas serei a que planta os dois pés no chão e recusa a se mover, a se curvar, a se confirmar. Porque eu decido meu futuro e não deixarei que entristeçam sequer mais um segundo das pessoas ao meu redor enquanto eu estiver aqui.”




Um comentário:

  1. Nada deixa uma autora mais feliz que ver sua obra conquistando os leitores.

    Amei a resenha! Você tem um jeito muito cativante de apresentar o livro. Até eu fiquei com vontade de revisitar "Ampulheta"!! rs ^^

    Muito obrigada, Carol!!

    Abraços ♥
    Vitória V. Lussari

    ResponderExcluir